• bedigitalaea

A carta do Salvador



De: Salvador Para: Margarida C. Torres Vedras, 20 de março de 2020




Cara Professora Margarida,

Fechado em casa devido à situação ocorrida, Escrevo esta carta, porque a Professora obriga.

Adiante, espero que esteja tudo bem consigo, É que isto do vírus está realmente um perigo. Em Portugal, os infetados já vão nos milhares. No mercado, se tossir, enchem-me de olhares, Provenientes dos que me esgotam o papel higiénico,

Como se isso fosse protegê-los do agente patogénico. Agora as mercearias andam todas esgotadas, Alguns com pouco em casa e outros com dispensas lotadas.

Sem nada para comer acabarei sub-nutrido, Não percebo o motivo para tanto alarido. Eu percebo que o estado de emergência deixe o povo abalado, Mas isso é razão para não encontrar leite magro em nenhum lado? O que vale é que por enquanto consigo viver assim, Sempre que me farto de estar em casa posso ir para o jardim. Jogo basket e volley com os meus irmãos, enquanto não chove, Felizmente aqui em casa não passou o COVID-19. Mas agora só podemos rezar para que isto acabe depressa Pois estou com vontade de continuar a estudar o Eça. Se isto foi uma boa carta? Não sei, a professora decide.

Cumprimentos, fique bem e longe do COVID. Espero uma resposta não muito exigente, vá com calma.

Assinado por um aluno da sua turma favorita, Salvador P.



30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo