• bedigitalaea

CLUBE DE LEITURA NA ESCOLA | 2020/2021

Reflexão pessoal sobre uma das obras lidas: “1984”, de George Orwell.





Um verdadeiro clássico da literatura, “1984” mostra como a política deve ser um conjunto de ideais que visam construir uma sociedade melhor, e não a escolha dum lado numa “guerra social”: George Orwell mostra no seu “magnum opusque”, apesar de apoiar as ideias defendidas pelo socialismo, rejeita completamente a opressão e controlo intrínsecos ao regime Estalinista. O livro serve como uma alegoria para demonstrar aquilo em que o mundo se pode tornar caso os movimentos opressivos extremistas, sejam eles “de direita” ou “de esquerda”, se forem deixados “à solta” e ignorados pela generalidade das pessoas: um lugar sombrio e deprimente, em que nenhum indivíduo tem qualquer valor ou liberdade. Assim, a obra transmite uma mensagem a meu ver importantíssima, pois o crescimento de partidos políticos que rejeitam a democracia, a moderação e a compreensão é evidente e aterrador. Considero assim o seu carácter ideológico, defensor da liberdade e do amor entre pessoas, uma força em defesa da própria humanidade, pelo que será escusado dizer que o admiro incomensuravelmente. Para além do seu caráter político, valorizo esta obra-prima por várias outras razões. O ritmo rápidoda estória e as descrições do espaço que caracterizam o ambiente perturbador e opressivo do universo do livro certificam-se que o leitor se sente aterrorizado pelas atrocidades do partido e, ao mesmo tempo, cativado pela intriga do romance. A linguagem desenvolvida e descritiva agrada-me como leitor, e os neologismos como “teletela”, “Grande Irmão” e “pensacrime”,que evidenciam o impacto do livro até mesmo no vocábulo inglês, conferem uma identidade única à obra de George Orwell, que a colocam nos píncaros da literatura mundial.


André D (12º ano)


14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo